Bath, Inglaterra

Assim que chegamos, percebemos que Bath é uma cidade florida.


Ficamos admirando um pouco a paisagem antes de entrarmos nos Banhos Romanos.


A Basílica de Bath, imponente, chama a atenção.



Andando pelos arredores dos Banhos Romanos.


A piscina do complexo dos Banhos Romanos.


De frente para a piscina dos Banhos Romanos.


Dentro do complexo dos Banhos Romano. Atrás, a Abadia de Bath (Bath Abbey).


Esta é a fonte da água terapêutica.


A outra extremidade da piscina dos Banhos Romanos.


Esta gravura exposta no complexo mostra como eram os banhos romanos.


Na entrada da Pump Room, lugar de socialização.


No restaurante da Pump Room, onde podemos provar a água do spa.


De frente para a Abadia de Bath, com a porta fechada.


O lugar estava cheio de gente jovem.


Conhecer a cidade em um ônibus turístico é uma ótima ideia.


Dando um "giro" pelos arredores dos Banhos Romanos.


Como diz o monumento, "Water is best", isn't it?


E o ônibus da agência de turismo a nos esperar...


...já era hora de nos despedirmos da linda cidade de Bath.


video



No sudoeste da Inglaterra, encontra-se uma cidade que é Patrimônio Mundial e que atrai pessoas do mundo inteiro por causa de seus famosos Banhos Romanos (Roman Baths). A aproximadamente duas horas de Londres, Bath é procurada também por aqueles que querem conhecer além da capital inglesa. Conosco não foi diferente. Reservamos um dia de nossa estada em Londres para esticarmos até Bath num tour corrido, de somente um dia, que compramos da Golden Tours, empresa de turismo sediada em Londres. O tour incluía também Windsor e Stonehenge. Bath, que quer dizer "Banho", foi a última parada.

A água da cidade de Bath é considerada medicinal, por isso, os romanos criaram ali piscinas públicas para seus banhos termais, locais que acabavam servindo também para encontros de negócios. Curiosos para ver essa herança romana, quando chegamos a Bath, fomos direto para o complexo dos Banhos Romanos e tiramos inúmeras fotos. Senti a temperatura da água da piscina e constatei que ela é quentinha. Admiramos toda a arquitetura e as ruínas do complexo, que são muito bem conservadas. Também passamos pela fonte das águas termais e por uma outra piscina onde jogamos moedas para realizar nossos desejos. No final da visita ao spa, entramos no restaurante da Pump Room e lá tivemos a oportunidade de beber uma amostra da água terapêutica, mas não quisemos experimentar porque eu já tinha lido que o gosto é ruim.

Depois passeamos um pouco nos arredores do spa e encontramos a abadia fechada. Será que a porta que vimos era apenas uma delas e que, portanto, poderia haver outra a dar acesso à igreja? Não importa, não teríamos muito mais tempo na cidade. O ônibus da agência de turismo nos aguardava dentro de alguns minutos. Se você tiver mais sorte, aprecie o interior da Abadia de Bath com seus famosos vitrais, visite a exposição sobre Cristianismo no subsolo, e se deslumbre com a vista da cidade do alto de sua torre. Mas prepare-se para encarar 212 degraus de escada!

Além disso, se você passar um dia inteiro na cidade, não deixe de visitar a arquitetura das impactantes construções de Circus e de Royal Crescent. O Circus forma um conjunto de residências geminadas em círculo gigante cuja arquitetura deixa nítida a influência romana. Veja uma foto neste link e diga se não lembra o Coliseu:

http://www.bath360.co.uk/images/the-circus-arial-bath.jpg

Já o Royal Crescent, que fica de frente para a linda Royal Victoria Park, é formado por 30 casas idênticas em um semicírculo. A casa de número 1 é um museu. Por falar em museus, a cidade oferece alguns muito interessantes. Não deixe de pesquisar a respeito, ok? Veja uma lista desses museus clicando em:

http://www.cityofbath.co.uk/Museums/body_museums.html

E aprecie uma foto do Royal Crescent neste link:

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/9a/Royal_Crescent_in_Bath%2C_England_-_July_2006.jpg

Outro passeio muito legal que você pode fazer em Bath é percorrer o Rio Avon de barco e apreciar a ponte Pulteney Bridge quando estiver flanando pelo rio. Ou talvez você prefira fazer um passeio em um ônibus turístico de dois andares. Se quiser fazer compras, confira as lojinhas perto da Pulteney Bridge e aproveite para conhecer os jardins da Parade Gardens, ali pertinho. Nem preciso dizer que com o tour apertado que compramos, não tivemos tempo para nada disso. Mesmo assim, valeu muito a pena conhecer somente o complexo dos Banhos Romanos (e, claro, toda a área ao redor), pois é a principal atração de Bath. Por isso, voltamos sentindo que tínhamos levado em nossas lembranças a parte mais especial da cidade!

Mas se você quiser e puder ter uma visita ainda mais especial, além de seguir essas dicas, que tal se banhar nas águas quentes de Bath? Veja só o que diz o site da Visit Britain: “A condição de Bath de cidade de alto nível ainda foi mais estimulada neste ano com a abertura do Thermae Bath Spa, o único spa de águas termais da Grã-Bretanha oferecendo aos visitantes a chance de se banhar nas águas naturalmente quentes, como os romanos e celtas faziam há mais de 2000 anos.” Veja o site desse spa:

http://www.thermaebathspa.com/

Se você mergulhar numa experiência dessas, só não vale voltar e não me contar como foi!

Boa viagem à Cidade Spa!

Sites de interesse:

http://www.visitbath.co.uk/

http://www.visitbritain.com.br/destinations/england/south-west/bath.aspx

http://www.romanbaths.co.uk/

Veja várias opções de passeios em Bath no link abaixo:
http://search.visitbritain.com/pt-BR/SearchResults/Default.aspx?ContentID&IndustryType=13&Location=Bath&Latitude=51.3784828&Longitude=-2.36643&Radius=5&IsSearchFormAccommodation=False&Page=1&Sort=8

Assista a mais um vídeo, este com a fonte da água terapêutica:


video

Nenhum comentário: