TOUR NO MARACANÃ: É SHOW DE BOLA!

O Estádio Jornalista Mário Filho, ou o Maracanã, é um lugar muito interessante para se conhecer internamente e não necessariamente por quem gosta de futebol. Aquele que nunca assistiu a uma partida de futebol no Maracanã, mas sempre teve a curiosidade de conhecer os principais setores do estádio, além de seu campo, esse tour é perfeito. Aliás, mesmo aqueles que frequentam o Maracanã para assistir aos jogos não têm acesso aos bastidores do estádio, como o vestiário, coisa que o tour permite. O tour também é particularmente interessante para aqueles que só se lembram do interior do Maracanã antes de sua grande reforma para a Copa do Mundo de 2014. Esses vão se surpreender após verem o quanto ele mudou e diminuiu com isso.

Existem duas maneiras de se visitar os bastidores do Maracanã: por conta própria ou com um dos guias do local. Para quem faz a visita por conta própria, o tour é um pouco mais barato, mas não terá as explicações do guia, que também está à disposição para tirar as dúvidas de seu grupo. Segundo o site do Maracanã, a visita não guiada passa pelos mesmos setores da visita guiada e o visitante sem guia pode contar com a ajuda de um audioguia, mas este terá o custo do seu aluguel. Por isso, acho que vale a pena pagar um pouco mais e ter a companhia de um guia. A visita guiada tem a duração de aproximadamente uma hora, o que é suficiente para apreciar os setores e tirar todas as fotos. Havendo turistas estrangeiros que não falam português, o guia dá as explicações primeiramente em português e depois em inglês. 

Você pode realizar a compra online dos ingressos para o tour do Maracanã acessando o site oficial do estádio ou pode comprá-los no dia da visita na própria bilheteria do estádio. Quem for de carro pode deixá-lo no estacionamento do estádio a um custo adicional. Se for um grupo de três pessoas já vale a pena pagar a taxa de estacionamento, pois esta é cobrada por carro e não por pessoa. A entrada dos veículos fica depois da bilheteria da compra dos ingressos (pelo menos, era assim no dia da minha visita) e ela fica fechada, mas é só falar com o segurança que fica atrás do portão que ele o abre para você. Acho que eles fecham os portões do estacionamento por motivo de segurança, mas quem nunca deixou o carro lá dentro fica meio perdido, achando que não é permitido entrar com o carro.

O tour no Maracanã acontece de hora em hora, mas não o dia inteiro. Cheque sempre o site do estádio para ficar por dentro dos horários atualizados de visitação, assim como das "informações importantes" e dos preços. O site fornece também orientações completas de como se chegar ao estádio.

Eu gostei muito de ter feito o tour guiado no Maracanã. Ele está, de fato, muito bonito. No dia em que visitei, havia mais estrangeiros do que brasileiros no meu grupo, mas acho que isso aconteceu por ser uma terça-feira de Carnaval, quando o Rio está cheio de turistas. Segundo o site do Maracanã, o maior público de visitantes para o tour é o de brasileiros. Ele também nos diz que o "Maraca" (apelido carinhoso do Maracanã) é o segundo lugar de maior visitação no Rio de Janeiro, só perdendo para o Cristo Redentor.



Para chegar ao início do tour, você passa pelo interior da loja do estádio... Hummm, nada proposital, né? rs 


A loja do Maracanã vende todos aqueles artigos típicos de lojas de estádios: camisas, canecas, copos, chaveiros, bolas, chinelos, bonés e demais artigos do estádio, da seleção ou dos principais clubes.


Parte do interior da loja do Maracanã. Você pode deixar para fazer suas compras aqui ao término de sua visita, pois a saída se dá por aqui também... Se você estiver em cima da hora do seu tour, deixe para comprar na volta, pois o tour começa na hora certinha.



E enquanto você espera pela hora da visita, você pode explorar e fotografar este hall de entrada. Chegue, pelo menos, com uns 15 minutos de antecedência, pois aqui há uma pequena exposição de painéis que homenageiam jogadores ou que relembram passagens históricas pelo Maracanã. Por aqui, você também terá uma pequena lanchonete (ao fundo, nesta foto) e banheiros. 



O mascote Fuleco, da Copa do Mundo de 2014, não poderia faltar neste hall do Maracanã. Ele fica ao lado do painel que contém as informações sobre os jogos realizados no estádio nessa Copa e seus respectivos resultados e número de público. Miniaturas da Taça da Copa do Mundo estão aqui também.



Neste hall do Maracanã, você verá homenagens ao Garrincha, Pelé... 


E ao Zico, é claro. Ídolo do meu marido.



Homenagem também ao Papa João Paulo II, com uma foto que relembra sua presença no estádio.



Homenagem ao Garrincha.



A pequena lanchonete à disposição dos visitantes no interior do Maracanã.



Esta foto mostra a lanchonete ao fundo e o grande espaço em frente a ela com mesas e cadeiras. Você pode usar a lanchonete antes ou depois do tour, mas se você está com seu carro no estacionamento do Maracanã, fique ligado, pois li no site que você tem somente o tempo do seu tour para a permanência do seu veículo no estacionamento do local.  



Antes de começar seu tour, você pode até fazer uns gols (ou, pelo menos, tentar) neste simulador.



No início do tour guiado, o guia leva o grupo primeiramente para a Tribuna de Imprensa, mas você logo dá de cara com o campo do Maraca, então não tem como evitar que as primeiras fotos sejam para ele.



Então aqui é o setor da Tribuna de Imprensa. Nestas mesas ficam os comentaristas.


Enquanto o guia dá as explicações em inglês para o grupo dos estrangeiros, é o momento certo para o outro grupo fotografar a área. Aqui ainda estamos na Tribuna de Imprensa. Na maior parte do tour, independente do setor em que você esteja, você fica de frente para o gramado. Então são várias as oportunidades que você tem de fotografá-lo assim, cercado pelos assentos.  



A foto mostra parte do  grupo do tour guiado, ouvindo as explicações do guia.



Depois da Tribuna de Imprensa, seguimos para a Tribuna de Honra, passando por esta moderna área do Maracanã.


Aqui estou na Tribuna de Honra, onde se sentam as pessoas ilustres, entre elas, a presidente Dilma.


Ainda na Tribuna de Honra.



Esta barra de ferro delimita a área dos assentos da Tribuna de Honra.

Olha como o novo Maracanã ficou lindo! É bem verdade que ele diminuiu muito com a reforma. Percebi que agora a visibilidade da área do jogo é total. 


No setor da Tribuna de Honra.


Os assentos da Tribuna de Honra são só para autoridades, políticos e celebridades. É, segundo o nosso guia, uma espécie de "super camarote". Não se vende ingressos para a Tribuna de Honra; é só com convite que se acessa este setor para se assistir aos jogos. Mas quando não tem jogo, qualquer pessoa pode alugar este espaço para eventos, tais como aniversários e casamentos. Deve ser caro pra chuchu.



O Maracanã depois da reforma. Fora os assentos "super especiais", todos os demais são de arquibancada. Agora não existe mais a geral e cadeiras especiais. 



Veja por onde se dá a entrada dos jogadores, que passam por debaixo desse toldo branco.


Um dos camarotes do Maracanã. Espaço, tranquilidade e conforto. São 110 camarotes ao todo. 



Depois, seguimos para o setor das arquibancadas. Para chegar lá, passamos pelo corredor que tem vista para a comunidade da Mangueira e turistas a-d-o-r-a-m tirar foto com a slum de fundo. Por isso, o guia dá uns minutos aqui para a galera fotografar.



Então, é por esta ponte que passa a torcida das arquibancadas, para acessarem o estádio.



No caminho para a arquibancada especial, passamos por este salão com dois bares (estavam fechados; só devem abrir em dias de jogos) e um espaço para as crianças (acho que ele só funciona quando há "Tour Guiado Infantil").



Área especial para a arquibancada VIP. 



A área de convivência da arquibancada VIP conta com telas, bares e banheiros exclusivos.



Setor da arquibancada VIP do Maracanã e o guia dando as explicações.


E o restante dos assentos da arquibancada. Agora todo o público é obrigado a ficar sentado.



Na arquibancada VIP, você pode comer à vontade duas horas antes do jogo até os 25 minutos do segundo tempo. 



Depois do setor da arquibancada VIP, fomos conhecer o "Caminho dos Jogadores", e então passamos pelo vestiário deles. Ao fundo, vemos a banheira.



Vestiário com a Seleção FIFA, com camisas de jogadores, tais como do ... 


Alexis, Neymar...



Neuer...



Messi...


Iniesta, Cristiano Ronaldo, Hummels etc. Mas estas camisas não foram vestidas pelos jogadores (confirmei esta informação com o guia).


Depois de fotografarmos as camisas dos jogadores no vestiário, passamos por uma pequena sala que é a área do aquecimento dos jogadores. Ali, o guia mostra um pequeno vídeo e depois abre os portões que se escancaram para cá! É por aqui que os jogadores acessam o gramado e só por caminhar aqui consegui imaginar um tantinho da emoção e frio na barriga que os jogadores devem sentir neste momento. Os visitantes do tour têm acesso ao gramado, mas somente a este trecho dele que aparece na foto. Seria bem melhor se pudéssemos ficar no centro do campo para sentirmos um pouquinho de como deve ser a energia de se estar cercado por um estádio lotado.


Foto do campo do Maracanã tirada agora de pertinho, no seu gramado. 


No gramado do Maracanã no tour guiado do estádio.



Cenas do tour guiado do Maracanã. Destaque para os bancos dos reservas e dos técnicos.


O tour do Maracanã termina na sala de imprensa do estádio, local onde o técnico dá sua entrevista coletiva. Daqui o guia se despede dos visitantes e você fica à vontade para tirar as fotos que quiser. Nesta foto, aparece um turista, um dos visitantes do nosso grupo, sentado à mesa do técnico.


Área do estacionamento do Maracanã, onde você pode deixar seu carro enquanto faz o tour do estádio. A taxa é um pouco maior do que se paga pelo estacionamento de um shopping center no Rio, mas acho que vale a pena pelo conforto, segurança e praticidade. 


E só para quem ainda não sabe, já faz tempo que o Maracanã deixou de ser o maior estádio do mundo e ele está muito abaixo disso. Atualmente, o título de maior vai para o Rungrado May Day, na Coreia do Norte, com capacidade para 150 mil torcedores.


MIRANTE DONA MARTA: ALI, A GRAÇA DO RIO AOS SEUS PÉS É DE GRAÇA!

O Mirante Dona Marta, que fica no caminho para o Corcovado, é um dos mais espetaculares do Rio de Janeiro. Tem gente que até acha a vista de lá mais bonita do que a do Corcovado, mas, para mim, é difícil comparar, pois elas se equivalem na beleza e no encantamento que proporcionam. Mas quem não quer gastar um tostão para ver o Rio aos seus pés de maneira tão gloriosa, o endereço certo é o Mirante Dona Marta! Ao contrário do Corcovado, ele é de graça! 

É bem verdade que há algum tempo atrás muita gente temia ir ao Mirante Dona Marta por ser um lugar deserto e vulnerável a assaltos, e a marca de um projétil em uma das placas do heliponto de lá não deixa mentir que a área era perigosa. Mas com a UPP na região, as coisas mudaram bastante. Assim que cheguei ao estacionamento do Mirante Dona Marta, encontrei uma viatura da polícia, o que já me transmitiu aquela segurança de que todos os visitantes precisam sentir. Só espero que essa vigilância continue 360 dias por ano. Eu fui numa quarta-feira de janeiro, mês de muitos turistas na cidade, então eu já sabia que eu iria encontrar policiamento. Se preferir estar com um maior movimento de pessoas, vá num final de semana. 

A vista panorâmica do Mirante Dona Marta rende belíssimas fotos e a gente não tem vontade de parar de dar cliques na máquina escolhendo o melhor ângulo. Parece que uma foto sai sempre melhor do que a outra, porém é indiscutível que o tempo faz muita diferença no resultado. Quanto mais "aberto" estiver o céu, mais nítida ficará sua visão e consequentemente mais belas fotos você terá. Infelizmente minhas fotos não ficaram do jeito que eu queria, estilo cartão-postal, porque o céu estava encoberto. Por isso elas ficaram meio esbranquiçadas, mas, mesmo assim, não escondem a beleza da Cidade Maravilhosa. Mas o melhor dia para tirar fotos no Mirante Dona Marta é aquele em que o céu está azulzinho.    



Estacionamento do Mirante Dona Marta. Ele é relativamente grande, mas nos finais de semana ensolarados pode ficar lotado (fui numa quarta-feira). Já do estacionamento, o Cristo Redentor nos recebe de braços abertos!



Ao fundo, o Heliponto Mirante Dona Marta, usado para pousos e decolagens de helicópteros em passeios turísticos. A placa anuncia voos panorâmicos, mas não vi nenhum voo acontecendo e nem sinal de. Logo desconfiei de que os passeios estivessem suspensos por algum motivo e confirmei minha suspeita dias depois com a Helisight, empresa que realizava os voos. E por enquanto eles não têm previsão de quando vão voltar a funcionar ali, por isso, se tiver interesse em embarcar num voo de helicóptero a partir do Mirante Dona Marta, é bom antes entrar em contato com a Helisight para ver se já voltaram a funcionar com os voos ali. Entretanto, não é preciso desanimar porque os voos panorâmicos foram suspensos só no Mirante Dona Marta, mas eles continuam acontecendo com embarque no Pão de Açúcar e na Lagoa Rodrigo de Freitas. Eu já fiz esse passeio partindo do Pão de Açúcar (a empresa era a Helisul) e valeu muito a pena! Ver as praias, a Rocinha e o Cristo Redentor de cima é o máximo. Algumas fotos desse meu passeio podem ser vistas nesta postagem aqui, mas não repare, pois elas estão beeeem antigas. Só não repeti o passeio porque é bem caro... Mudando de assunto agora, veja na foto que há uma viatura da polícia na entrada do heliponto. Como falei, há policiamento no local.    



Se você for ao Cristo Redentor com alguma agência de turismo, mas fizer questão de visitar também o Mirante Dona Marta (vale a pena!), procure ir com uma que faça a parada no Mirante Dona Marta no caminho para o Corcovado. Sei que algumas fazem e vi algumas vans de passeios no estacionamento do Mirante Dona Marta neste dia de visita.



Quando você chega ao estacionamento Dona Marta, você vai logo ver a placa indicando o lugar do heliponto. Dirija-se ao local para apreciar a vista porque a pista, quando não está sendo usada por algum helicóptero, pode ser livremente transitada por pessoas. O chão verde que vemos ao fundo nesta foto é a pista do heliponto.  



Olha só a vista panorâmica que as pessoas têm no Heliponto Dona Marta! A imagem não consegue captar a grandiosidade dessa vista, pois você está dos três lados cercado por paisagens incríveis do Rio de Janeiro.



A vista da Enseada de Botafogo a partir do Heliponto Dona Marta. 



Impressionante é também ver o tamanho do Cemitério São João Batista (no centro, na foto), em Botafogo, a partir do Heliponto Dona Marta. 



A Lagoa Rodrigo de Freitas vista a partir do Heliponto Dona Marta.



A Lagoa e o Jockey Club (à direita) fotografados no Heliponto Dona Marta.



Uma panorâmica da vista a partir do Heliponto Dona Marta.



Eu e meu querido amigo Ricardo, que neste dia me levou para conhecer seu bairro um pouco mais a fundo. Ele é morador de Santa Teresa e foi por esse bairro que subimos até o Mirante Dona Marta.  



Pista do Heliponto Dona Marta.



Depois de babar pela paisagem aos seus pés no Heliponto Dona Marta, retorne ao estacionamento e caminhe para o lado oposto ao do heliponto, onde você encontrará o Mirante Dona Marta. Para você me entender melhor, tome como referência o estacionamento do local. De um lado fica o heliponto; do outro fica o mirante propriamente dito, o Mirante Dona Marta. Para chegar lá, você precisará subir esta escadaria. Mas, se você gosta de botânica, não passe batido por aqui; dê atenção à mata de bambus ao seu lado. Se não fosse meu amigo Ricardo a me chamar atenção a ela, eu nem teria reparado.



Aqui já estou no Mirante Dona Marta, de onde se vê bem a Praia de Botafogo. Mas a vista daqui é tão bonita quanto àquela do heliponto. As maiores estrelas da paisagem são o Cristo Redentor, o Morro do Pão de Açúcar e a Baía de Guanabara.



Parte da vista panorâmica do Rio de Janeiro a partir do Mirante Dona Marta. 



À esquerda, o Maracanã visto a partir do Mirante Dona Marta. Clicando na foto, ela se amplia e você consegue visualizar melhor o estádio.



Ao fundo, a Ponte Rio-Niterói, que também é melhor vista na imagem ampliada (é só clicar na foto).



Um close para o Maracanã.



Panorâmica de parte da vista do Mirante Dona Marta. Repare, no lado direito da foto, que as pessoas gostam de subir numa pedra e tirar fotos como se estivessem segurando o Cristo Redentor.


O Mirante Dona Marta fica a cerca de 360 metros de altitude.



Panorâmica de parte da vista do Mirante Dona Marta. É só uma tentativa de mostrar um pouco melhor a amplitude dessa vista. 



Ricardo segurando meus cabelos porque eles não paravam de voar rsrsrs Aqui venta muito! Ah, repare que há uma mureta de proteção no Mirante Dona Marta, diferentemente do heliponto. 



Antes de descer as escadas e ir embora, um último olhar de encantamento para o Cristo Redentor!



As escadas do Mirante Dona Marta, cercada de vegetação.



Depois eu e meu amigo fomos descendo por Santa Teresa e ele foi me mostrando uns lugarzinhos muito lindinhos do bairro. Foi um tour muito gostoso, mas isso vai ficar para uma próxima postagem. Prometo que conto! Até!